Temos relevância?

ajudando uns aos outros

Qual o nosso papel perante a sociedade? Quais os valores? O que é certo ou errado? As perguntas são muitas e ao mesmo tempo extremamente complexas. É natural de nós, humanos, que tenhamos esses questionamentos, dúvidas e medos. Um ponto interessante pelo qual devemos concentrar nossa atenção nesse texto é de que independentemente das respostas que cada pessoa irá obter desses questionamentos, nós precisamos ser relevantes. Relevância é a palavra chave!  Mas, o que é, e como praticar essa relevância? Este é outro ponto de discussões, afinal, é analisado e interpretado por diversas formas e por distintos ‘pontos de vista’.

O significado mais propício à relevância (no dicionário) no caso desse texto é; Importância. A oração é uma forma de nos tornarmos importantes na vida de outras pessoas; “Nós marcamos a vida das pessoas quando oramos por elas” (Sorilene Luca). Precisamos ser importantes em nossos relacionamentos, no trabalho, faculdade, na sociedade, em tudo. Não podemos nos contentar ao ponto de nos tornarmos egoístas nos preocupando apenas com nós mesmos, nos esquecendo de que precisamos ajudar.

Também precisamos ficar atentos ao fato de andar e estar próximo de pessoas que são relevantes/importantes, que buscam isso, nos cercar por pessoas com essa ‘habilidade’ de buscar (sem interesses) fazer a diferença na vida das pessoas e sociedade, isso vai nos encorajar a corrermos atrás também desse objetivo.

Ser uma pessoa de relevância/importância é não se conformar com os absurdos que nossos dias nos proporcionam:a falta de respeito aos pais, aos mais velhos, aos professores, descaso do governo com a educação, saúde, segurança. Ser relevante é não aceitar ver famílias passando necessidades, por vezes fome. Entretanto, o fato de simplesmente não se conformar com isso e outras coisas, não nos irá resolver, é necessário mais do que apenas ficar sentado de frente a uma TV ou a um computador reclamando: “Puxa vida, isso está errado, não aceito…”. Falar isso não vai mudar o cenário. É necessário mais! Agostinho, considerado santo por muitos, chama nossa atenção quando diz que: “A graça é dada não porque fizemos boas obras, mas para que possamos ser capazes de realizá-las”. A relevância anda junto com o envolvimento. Se você não se conforma, então busque meios para se envolver em algo em que haja o intuito de mudar tal cenário. A sociedade implora por pessoas que estejam dispostas a se envolver, a ajudar, a fazer parte de forma prática buscando resoluções eficientes! Certa vez ouvi uma história sobre um livro (Um Milhão de Quilômetros em Mil Anos – de Donald Miller) o qual relatava pessoas que queriam transformar um evento de uma determinada cidade, e, para isso,criaram um desfile cujo lema era: “NÃO É PERMITIDO ASSISTIR AO DESFILE!”. De certa forma,esta iniciativa incentivava as pessoas que, antes inconformadas, talvez apenas assistissem ao desfile reclamando, a participar. Porém, o sucesso do desfile, relatado no livro,só foi possível depois que pessoas que estavam insatisfeitas com aquela tradicional festa sem graça, decidiram SE ENVOLVER, e consequentemente foram relevantes e importantes na vida das demais que acompanharam participando do desfile, e também para a história da tal festa e cidade. Isto é ser relevante e ter importância!

Por vezes este objetivo pode nos direcionar a alguns sacrifícios, talvez tenhamos que fazer coisas gigantes. Todavia, é bem provável que na maioria das oportunidades que teremos em nos tornarmos relevantes, precisaremos nos colocar a disposição para fazermos coisas simples, acessíveis, mas com o real desejo de buscar AJUDAR. Se você se preocupar em se tornar relevante com o propósito de carregar um “título” pelo feito, você irá se distanciar cada vez mais deste objetivo. É necessário ENVOLVIMENTO, mas de forma alguma vaidade e estrelismo! As pessoas verdadeiramente relevantes talvez não consigam sequer se tornar conhecidas por todos seus atos. Na verdade, elas não tem tempo para se preocupar com isso. Estão ocupadas em fazer a diferença na vida daqueles que precisam.

A busca pela verdadeira relevância acontece sem interesses próprios, mas corre atrás de tão somente satisfazer, ajudar, ser solidário e principalmente amar ao próximo!

Marcos 12.31 “Ame o próximo como você mesmo”.

Ranieri Costa

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s