Piri…para! Pirô?

Quando o piripaque para a piração pro pirado não pirar em vão

Foto de Isabela Ribeiro

Foto de Isabela Ribeiro

Hoje eu tive um piripaque. Senti tontura, tremedeira, minha vista escureceu, tive falta de ar e muito medo. Muitos no jornal, onde eu trabalho,  se mobilizaram para me levar ao pronto socorro. Fui com o motorista e logo chegou uma amiga de lá para ficar comigo.

Pressão ok, oxigênio ok, batimentos ok. Você não tem nada fisicamente. É stress.

Stress? Logo eu que me considero tão ‘de bem com a vida’, tão privilegiada por conhecer a Deus e por trabalhar com coisas que eu amo, tendo piriaquezinho por causa de stress? É, é isso aí. Vinte aninhos e o corpo já está pedindo arrego. Sinal dos tempos. A gente corre, corre, corre, e ás vezes nem sabe porque está correndo e nem para onde está indo. Mas esse não é o meu caso. Recebi a dádiva divina de conhecer o propósito da minha vida, de ser uma pessoa que corre e sabe por quê, para quem, e para onde está correndo. Mas ás vezes eu me preocupo tanto em chegar que m esqueço de que, mais importante do que chegar, é chegar junto. Me esqueço de que Deus me chamou para correr com Ele, jamais sem Ele. Me esqueço do quanto Deus é bom e de que Ele está presente em todo o tempo, em tudo.

Hoje eu tive um piripaque e tive a benção de experimentar novamente da fidelidade de Deus. Ele sempre encontra um jeitinho de mostrar que está com a gente. Hoje pude vê-lo em cada rosto preocupado comigo, em cada um no jornal que parou o que estava fazendo para me ajudar, no motorista que, no caminho para o pronto socorro, perguntava o que eu estava sentindo, na fotógrafa amiga que ficou o tempo todo ao meu lado, na minha mãezinha que foi me buscar e cuidou de mim a noite toda, na minha querida avó que fez um sopa quentinha e deliciosa para mim antes mesmo de saber que eu havia me sentido mal, nos telefonemas dos chefes e dos amigos, na médica que carinhosamente me atendeu e me deu conselhos sobre como administrar meus sentimentos e minha profissão, mas principalmente na resposta que ela deu a alguém que a convidava para sair na quinta pelo telefone: “quinta não posso, tenho um compromisso com Deus”. Dispenso explicações.

Hoje eu tive um piripaque, mas a partir de hoje, eu tenho um novo compromisso com Deus, agora a gente só corre junto.

Isabela Ribeiro

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s